É você quem organiza as viagens em família? Esse post é pra...

É você quem organiza as viagens em família? Esse post é pra você!

0
SHARE
Todo mundo alinhado com as decisões

Toda família tem sempre aquele tio engraçado que faz piada de todo mundo, aquela vovozinha fofa que faz um bolo de cenoura delicioso, aquele moleque virado no 360 que quebra tudo e faz um monte de sujeira na sala. E toda família sempre tem também aquela pessoa que adora viajar. Sempre tem. Fato! E se você está lendo este blog neste momento, você, sim, é uma dessas pessoas!

E quando o assunto “viagem” começa a ganhar corpo no almoço de domingo, e a família decide tirar o escorpião do bolso e ser feliz, basicamente, nós temos duas situações diferentes. A primeira é quando você vai viajar junto, e a segunda é quando você não vai! Mas, independente da situação, você, meu camarada, você será o organizador da viagem.

Sem falsa modéstia: você é bom nisso. Sem enrolação: você adora pesquisar, planejar e falar sobre viagens. Nada mais natural do que você organizar as viagens em família, certo? Então, bora lá!

Recentemente, conversamos com alguns leitores-viajantes do blog que também são os “organizadores das viagens familiares” e descolocamos algumas dicas muito bacanas que podem te ajudar (e muito). Fizemos também um auto-exercício e revivemos nossas experiências neste quesito; além de uma pesquisa básica na web. Tudo para te dar as dicas mais úteis, bacanas, os ‘pulos-dos-gatos’ pra você garantir uma viagem linda pra sua família e a sua sanidade mental durante o período.

Situação 1 – VOCÊ VAI JUNTO

Se você vai viajar junto com a galera, UFA!, você vai ser feliz também. Afinal, se tem alguma coisa em que eu acredito é no poder que uma viagem tem de de criar felicidade. Mas, antes daquele momento mágico de desembarcar do avião no destino dos sonhos, você viverá momentos de tensão, de ansiedade, de irritação. Tem gente que até diz querer rasgar a passagem no meio (esse já ficou maluco, coitado!).

Sem mais enrolação, vamos falar do que interessa nesse post:

#1 – Tenha um budget

Sempre, sempre, SEMPRE tenha um orçamento em mãos. Reúna a família e cheguem a uma conclusão sobre quanto a viagem deve custar.

#2 – Alinhe as expectativas

Viagem com família
Tem turista para todos os tipos de viagens

Se duas ou mais pessoas irão viajar, pode ter certeza que vai rolar treta. Uma gosta de museu, outra de piscina. Uma de fazer rapel e outra de passar o dia tomando cerveja no bar. Tem gente que não abre mão de comer bem, de passar o dia camelando pra conhecer a cidade. Enfim, conversem e cheguem a um denominador comum para a maioria das coisas.

#3 – Definam tudo juntos

Tem família que diz: “ah, faz o que você achar que tem que fazer”, “você é quem sabe”, “a gente não conhece nada, você é quem viaja”. Aí, antes de surtar, você respira fundo, reprime sua pró-atividade e proclama: “eu não vou fazer nada sem combinar com vocês antes”. A partir daí, definam tudo juntos: do roteiro ao tipo e localização do hotel, dos passeios ao custo-benefício dos restaurantes.

#4 – Mantenha todo mundo a par do que está acontecendo

Crie um grupo no Whats´up, no Facebbok ou uma lista de email e compartilhe tudo o que você for fazendo com o grupo: qual hotel você reservou, passeios imperdíveis de cada lugar, aumento do dólar, fim da promoção de passagens, etc. E, para qualquer mudança de rota, faça uma nova consulta pública e só siga adiante quando todo mundo decidir o que deve ser feito.

Viagem em família
Todos alinhados com o que está acontecendo.

#5 – O que é combinado não é caro

Faça um acordo com sua família sobre o “combinado”. Se vocês combinaram X, você vai fazer X e eles vão aceitar X. Imagine uma viagem com mais do que quatro pessoas e, depois de tudo acertado, cada pessoa “pensa melhor” e decide alterar a localização do hotel, por exemplo. Você vai ter que refazer toda a busca novamente, com quatro novas expectativas…

#6 – Não seja guia turístico

Essa é pra matar qualquer um, principalmente se você for o único a falar inglês e se a viagem for para outro país. A não ser que você consiga se dividir em várias partes, combine com o pessoal que você não vai ficar acompanhando cada um em seu itinerário pessoal (caso as pessoas optem por se separar em alguns momentos). É claro que é você quem vai fazer o pedido no restaurante, resolver os problemas no hotel, mas preserve o seu direito inquestionável de aproveitar a viagem também.

#7 – Definam qual será o ritmo da viagem

Certo, metade do pessoal quer conhecer todos os pontos turísticos que o Lonely Planet indica. Já a outra metada quer descansar, dormir até tarde e aproveitar pra conversar e aproximar ainda mais a família. Como resolver? Não dá pra esperar a viagem começar e ficar organizando DRs o tempo todo. Você não precisa definir tudo o que vão visitar com tanta antecedência, mas ajustem qual será o ritmo da viagem.

 Situação 2 – VOCÊ NÃO VAI JUNTO

Já na segunda situação, sempre que o povo quer viajar todos os olhos são voltados pra você. “Fulano, me ajuda com hotel?” Ciclano, como eu posso comprar passagem aérea mais barata?” “Beltrano, qual a melhor época do ano pra viajar pra Conchinchina?” Querida, se eu precisasse escolher um país no mundo pra viajar, qual você sugeriria?” E por aí vai…

Só um detalhe: você não vai viajar com eles. Você não sabe o que tá rolando. Nossas dicas nesse caso são:

#1 – Eleja um interlocutor

Peça para eles escolherem quem será o responsável por decidir as coisas junto com você e repassar para os demais, e vice-versa. É claro que todo mundo pode conversar com todo mundo, mas é muito mais fácil e eficiente se uma pessoa concentrar tudo e repassar pra você.

#2 – Entenda o que eles querem

É muito, muitoooo comum as pessoas ficarem confusas quando o assunto é viagem. Eu entendo: afinal, são tantos lugares legais pra conhecer em tão pouco tempo de vida… Mas os problemas podem ser dos mais variados: dinheiro insuficiente, indecisão sobre o destino, tempo da viagem, objetivo da viagem. Ou seja, a primeira dica antes de sair tentando salvar o mundo é saber exatamente o que sua família quer fazer.

Viagem Família
As pessoas são diferentes mesmo. É a vida!

#3 – Ensine como buscar ou entender as ofertas e promoções

A lista de sites com ofertas de passagens, hotéis, pacotes e etecetera só aumenta dia após dia, todo mundo (inclusive a gente) fica enlouquecido com a possibilidade de viajar mais por menos. E pra complicar a nossa vida de “organizador de viagens”, na maior parte das vezes, os valores são mostrados sem as taxas. E aí, você recebe e-mails com links, mensagens de whats´up com todas as “ofertas” que as pessoas acharam e querem que você avalie. Resumindo: ensine a galera a “ver” a oferta.

#4 – Leia a “entrelinha” junto com os viajantes

A maior parte das promoções, principalmente de pacotes, têm uma lista extensa de condições. Vamos concordar que ninguém faz milagre, né? Ou seja, é superimportante que sua família aprenda a ler e entender as condições pra não gerar perrengue depois: hotel tem café da manhã? Qual horário de checkin? Que horas começa e termina o passeio? Almoço está incluso? Qual o limite de peso de bagagem?

#5 – Explique como funciona o pagamento em moeda estrangeira

Se o pagamento de alguma parte da viagem envolver moeda estrangeira, explique como funciona. Explique a diferença entre a cotação da moeda no dia de fechamento da fatura do cartão (valor que vai ser pago) e a cotação no dia de pagamento da fatura (valor real) e como esses valores serão reajustados na fatura seguinte.

Pagamento em moeda estrangeira
Pagamento em moeda estrangeira

#6 – Instale aplicativos no celular

Ótimo! Você ajeitou tudo e o pessoal não vê a hora de partir. Consciência tranquila. Sim, concordo. Mas, caso sua família seja inexperiente em viagem independente, vale uma última atitude: instalar os aplicativos básicos no celular deles.

Pra não ficar muito difícil, nós sugerimos basicamente o Google Maps (localização), Conversação para viagens (conversação em outros idiomas) e o Trip Advisor (restaurantes e atrações).

#Geral – Use e abuse de todas as dicas

Toda família é uma família diferente e toda viagem é uma viagem diferente. Assim, as dicas podem se misturar dependendo da sua situação de combate. Use e abuse das nossas sugestões da forma como quiser e no contexto que quiser.

E, aí? Tem alguma dica diferente que dá certo e quer compartilhar com a gente?

Se gostou do conteúdo ou se tiver alguma sugestão, escreva na caixa de comentários abaixo. Será lindo aumentar essa lista e fazer a vida dos “organizadores de viagens familiares” mais fácil e produtiva!

Viagem Família

 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY