Hoi An: a cidade das cores, cheiros e sabores do Vietnã

Hoi An: a cidade das cores, cheiros e sabores do Vietnã

8
SHARE

Este post sobre Hoi An foi originalmente publicado em 26 de março de 2014. Eu inclui novas informações e dicas pra vocês!

Comecei a descobrir o Vietnã muito antes de viajar pra lá. Durante a fase de planejamento, li muito, vi milhares de fotos e fui me apaixonando pelo país: pela autenticidade de Hanói, pela modernidade de Ho Chi Minh e pela magia de Hoi An.

Suas casinhas amarelas, lanternas coloridas e a promessa de boa gastronomia me encantaram tanto, que reservei 3 dias inteiros na cidade, mesmo sabendo que a “lista de atrações” não era tão extensa. O que eu queria era passar o máximo de tempo possível naquele lugar lindo e exótico.

Confesso que nossa chegada à cidade não foi das mais extasiantes. Como ficamos em uma homestay longe do centro, o entorno não era nada do que havíamos visto nas fotos durante a fase de planejamento. Era tranquilo, limpo, bonitinho, mas não correspondia nossas expectativas.

Nossa principal, e triste, hipótese era de que todas as fotos lindas que tínhamos visto eram fotos de uma única rua, a rua turística. Não era uma hipótese furada, porque isso aconteceu com frequência em viagens. Quem nunca foi levado a conhecer um lugar por ter se apaixonado pelas fotos, e quando chegou lá viu que aquela lindeza toda estava apenas em duas quadras do centro?

Mas nossa pseudo-frustração foi interrompida pela simpatia da dona da casa onde nos hospedaríamos. Desde sempre sabíamos que simpatia não era o forte do povo vietnamita, e comprovamos a teoria em Hanói, mas a proprietário do Mango Garden fez a gente lembrar que generalizar não é legal. Infelizmente, não anotei o nome dela, e não consigo reproduzir sem errar, mas quem se hospedar lá vai reconhece-la pelo sorriso.

Host no Mango Garden
Host no Mango Garden

Mochilas acomodadas, pagamento feito, banho tomado (afinal, foram mais de 17 horas viajando de trem), alugamos duas bicicletas na homestay mesmo e saímos para explorar a cidade. Estávamos loucos pra ver o que nos esperava, havíamos criado uma super expectativa pela cidade.

Uns 5 minutos pedalando pela Tran Hung Dao e nada das lanternas coloridas. Era uma avenida comum, com várias lojas e pequenas confecções de roupas. Era pouco mais de 18h e a cidade já começava a escurecer. Paramos para olhar o mapa e vimos que estávamos há uma quadra pra cima do centro histórico. Estacionamos as bikes (porque não era possível entrar de bike pelo centro) e descemos a rua.

Enfim, conhecemos a Hoi An das fotos e um pouco mais

E nessa hora meus olhos brilharam.

Eram elas… As luminárias coloridas, as casinhas amarelas. E não era uma rua só. Era todo o centrinho e também a margem oposta do rio, a ponte. Tudo se iluminando. Tão lindo.

Luminárias coloridas à noite em Hoi An
Luminárias coloridas à noite em Hoi An

Tínhamos acabado de comprar nossa máquina fotográfica e me lembro que não parávamos de tirar foto, mesmo sem saber usar a máquina decentemente. Fomos experimentando ângulos, recursos do equipamento, brincando de direção de arte. Todo cantinho do centro era digno de uma foto.

Centro histórico de Hoi An à noite
Centro histórico de Hoi An à noite
Hoi An e o charme das luminárias
Hoi An e o charme das luminárias

A noite estava quente, como tinha de ser, mas o céu estava nublado, sem muitas estrelas. E como o centrinho não é assim tão grande, conseguimos explorar todas as ruas já na primeira noite. Mas isso não nos desmotivou a continuar a andar e olhar durante os outros três dias que ficamos lá.

Rio Thu Bon
Rio Thu Bon ao entardecer

O cenário pitoresco da cidade encanta e fisga mesmo os olhares mais frios: as casinhas amarelas, as luminárias coloridas, a decoração dos restaurantes e lojas, o rio, os barcos tão cheios de graça e as vendedoras ambulantes de comidas com seus chapéus em formato de triângulo. É tudo tão charmoso e tão exótico que demorarmos a acreditar que não estamos em um cenário de filme.

Hoi An - Centro
Hoi An – Centro
Casas amarelas em Hoi An
Casas amarelas em Hoi An
Barcos no Rio Tibon Hoi An
Barcos no Rio Tibon Hoi An

Como toda boa cidade vietnamita, embora em uma escala bem menor, Hoi An não foge do trânsito louco! Motos, bicicletas, cachorros e pessoas se misturam inusitadamente pelas ruas da cidade.

Trânsito em Hoi An
Trânsito em Hoi An

As buzinas se misturam com a música ambiente de algumas lojas e das apresentações e gincanas que costumam acontecer na beira do rio.

Gincanas durante as noites
Gincanas durante as noites
Veja também: A louca e autêntica Hanoi

Roupas e Sapatos em Hoi An

Em nossa primeira exploração, descobrimos muitas lojas roupas e sapatos, muitos restaurantes e centenas de lojas de artesanato e decoração. Hoi An é a cidade dos alfaiates e sapateiros. Aliás, comprar sapatos e roupas na cidade é um evento à parte.

Decidiu onde vai comprar? Então está na hora de soltar a criatividade: escolher o(s) modelo(s), a estampa, negociar o valor e… Comprar? Não. Primeiro, os costureiros vão tirar as suas medidas e costurarem uma peça personalizada, que fica pronta no dia seguinte. Se a roupa (ou sapato) não ficar legal, eles fazem os ajustes no mesmo dia ou trocam a peça pra você.

Roupas e Sapatos Hoi An
Roupas e Sapatos Hoi An

São tantas lojas que fica até difícil optar por uma, os preços são parecidos e as ofertas também. Minha sugestão antes de escolher é olhar a variedade de modelos e tecidos e conversar com a vendedora. Na conversa, preste atenção em duas coisas: se o atendimento é bom e se ela está aberta a negociações. No nosso caso, pagamos metade na encomenda e a outra metade na retirada.

O preço das mercadorias ora é dado em dólar, ora em dongue. Como o sotaque deles é difícil, tenha certeza antes de fechar a negociação. Ah! E as peças são amis baratas nas lojas do lado oposto do rio; ainda tem uma variedade delas por lá. Se a compra for grande, vale passar e conferir.

Dicas do que comer, onde se hospedar e como chegar em Hoi An

O que comer e beber em Hoi An

Hoi An é uma cidade com uma culinária deliciosa! Comemos em vários pequenos restaurantes adoramos vários. A cidade está cheia deles.

Os pratos que mais gostamos, e por isso, vou recomendar pra vocês, foram o Cao Lao (que foi eleito nosso prato preferido no Sudeste da Ásia), o White Rose e Noodles com molho.

Comidas em Hoi An
Comidas em Hoi An

O Cao Lao é um prato de noodle com alface, hortelã e outros verdinhos, broto de feijão e pedaços de porco e tem um molho levemente apimentado! Muito gostoso mesmo.

White Rose são trouxinhas delicadas feitas com massa bem fina de arroz e recheio de camarão. O sabor é bem suave. Vale super a pena. Escrevi noodles com molho pra diferenciar dos noodles secos. Na verdade, evite os secos. Nós achamos a massa mais dura, ressecada e sem sabor.

Também compramos algumas frutas no Mercado Central. Pra quem gosta e sente falta, recomendo comprar porque elas são boazinhas sim (claro que não tão boas quanto as nossas), mas o problema é que não são tão baratas quanto os outros tipos de comida. Só pra você ter uma ideia, pagamos 1 dólar por 8 bananas, e isso depois de toda uma negociação.

Bebidas. Esse é sempre um assunto delicado. Recebemos muitos conselhos (e lemos algumas coisas também) sobre problemas de intoxicação causados pelos sucos no Vietnã. Pra ser bem sincera, praticamente não nos preocupamos com isso e tomamos quantos sucos tivemos vontade. Não passamos mal.

Mas, se tem uma bebida que no Vietnã, e em Hoi An em particular, está liberada é a cerveja. Eu não sou muito fã e quase não tomo nada, mas o Paulinho tomou algumas várias e gostou. Além de serem servidas sempre bem geladas, elas ainda são muito baratas. Chegamos a pagar 0,2 centavos de dólar por um copo de chope.

Restaurantes Hoi An
Restaurantes em Hoi An

Encontramos alguns restaurantes bons e baratos do outro lado do rio. Aqueles que ficam dentro do centro histórico são mais caros, e nem sempre melhores. Além do mais, só os restaurantes do outro lado do rio te dão a chance de apreciar a vista da beira-mar e o centrinho iluminado durante o jantar. É lindo e inspirador.

Vista do outro lado do rio Hoi An
Vista do outro lado do rio

Nós gostamos bastante de um restaurante chamado An Hoi: os noodles com camarão são deliciosos e o preço não é bom. Pra quem precisa de conexão, quase todos os restaurantes têm wifi.

E como opções, tem sempre tem o Mercado Central e suas barraquinhas de comida espalhadas por todo canto e as vendedoras ambulantes. Prepare-se para se entorpecer com o cheiro da comida.

Veja também: A encantadora e moderna Ho Chi Minh

Onde se hospedar em Hoi An

Hoi An é uma cidade pequena, plana e muito gostosa de caminhar ou andar de bicicleta. E, como todo lugar no Vietnã é um lugar seguro para viajantes, durante o dia e durante a noite.

Bicicleta para se locomover na cidade
Bicicleta para se locomover na cidade
Bicicletas em Hoi An
Bicicletas em Hoi An

Por isso, hospedar-se a algumas quadras do centro histórico não é uma má ideia. E é mais barato.

Recomendo muito o Mango Garden. É uma família que aluga os quartos disponíveis na casa. Como eu falei no início do post, os anfitriões são super simpáticos e estão sempre disponíveis. A localização é ótima e é tudo muito limpo.

Veja também: Minha avaliação completa do Mango Garden
Mango Garden Homestay
Mango Garden Homestay

Mas existem muitas opções dentro e fora do centro histórico. Veja aqui as melhores opções e escolha a sua.

Como chegar em Hoi An

Hoi An fica na parte central do Vietnã. A cidade grande com aeroporto e estação de trem mais próxima é Danang.

Danang está a 20 dólares de distância de Hoi An usando táxi. O ônibus local faz o mesmo percurso por mais ou menos 3 dólares. Optamos pelo taxi porque ficamos mais de 17 horas viajando de trem.

Quando é melhor usar o avião?

Quando o tempo é curto e a cidade anterior é uma cidade grande que tenha voos para Danang. Eu sempre recomendo consultar na Air Asia, em primeiro lugar.

Quando é melhor usar o trem?

Quando a grana é curta e a cidade anterior é uma cidade do Vietnã, como Hue ou Hanoi. Mas como andar de trem no Vietnã é uma experiência bastante exótica, tenha certeza de que isso não será um problema pra você.

Veja aqui os cuidados e as dicas para andar de trem no Vietnã

Quando converso com alguém sobre minha viagem, em algum momento eu respondo à seguinte pergunta: “quais os lugares que você mais gostou?” Como eu já escrevi aqui neste post, o Vietnã está entre as top. E, por isso, eu acredito que visita-lo requer, pelo menos, 10 dias.

E, se você tiver esse tempo, vale muito, muito a pena ser feliz em Hoi An.

Hoi An
Hoi An

Você também pode nos acompanhar pelas redes socias. Facebook, Twitter, Instagram e Flipboard. Snapchat: contosdamochila

Obrigada por ler! <3

Neste post, faço menção a alguns produtos e serviços de viagem. Sempre que você reservar ou comprar alguma coisa por meio do blog, eu ganho uma comissão. Mas garanto que nada ficará mais caro para você, ok?

Newsletter_1

8 COMMENTS

  1. Adorei as fotinhas!!! 😉
    Lugar lindo, me apaixonei.
    E a bebida… acredita que meu vo tem uma bebida com cobra dentro também? Rsrs…

LEAVE A REPLY