Monotonia passa longe: 2 imperdíveis passeios em Curitiba

Monotonia passa longe: 2 imperdíveis passeios em Curitiba

2
SHARE

“Ah! Mas eu vou sair da minha casa e ir pra uma cidade grande sem praia no feriado pra fazer o que? Curitiba, certeza?”

Antes da minha participação no V Curitiblogando, o evento de blogueiros de viagem que eu conto neste post aqui, eu só tinha passado por Curitiba uma única vez na vida: na viagem de formatura da oitava série. Na verdade, a escola levou o povo todo pra Camboriú (o reduto sagrado das formaturas de oitava série) e na volta a Porto Feliz, passamos uma tarde em Curitiba. E a única coisa da qual eu conseguia me lembrar era o Jardim Botânico e a sua estufa. Nada mais.

E aí, eis que começa o feriado (o da Independência) e Curitiba não para mais de me surpreender. De bares e restaurantes deliciosos a um conjunto fantástico de arte urbana. De parques lindos a quilômetros de ciclovia. De ótimos museus a um dos passeios de trem mais bonitos do Brasil.

Mas, na minha humilde opinião, o que Curitiba tem de mais animado, criativo e autêntico são os tours pra lá de especiais que os curitibanos vêm se especializando em fazer. Ah… quantos passeios em Curitiba que eu já tenho saudades (e olha que voltei de lá faz pouco mais de um mês).

O que é um tour e porque esses passeios em Curitiba foram tão legais?

Tour é um passeio agendando, com itinerário, local e horário estipulados, e normalmente, em grupo, acompanhado de um(a) guia. Tradicionalmente, eles sempre foram oferecidos por agências que passam de hotel em hotel pegando as pessoas pra passear por pontos turísticos. Por este formato, não me interesso muito, prefiro ver os monumentos, museus por mim mesma, no meu tempo.

Então, pessoas iluminadas começaram a pensar: “pô, se eu sou especialista nessa coisa aqui, porque eu não posso oferecer a experiência para os turistas que vêm visitar a minha cidade?” E aqui a brincadeira ficou muito, mas muito legal. Ficou legal porque essas pessoas são locais e conhecem muito a cidade. Legal porque dá pra conversar com elas, saber das curiosidades do lugar e ficar até amigo. Legal porque os viajantes interagem bastante entre si, trocam telefones e ficam amigos (de novo!). Porque o roteiro é bem dinâmico e nada engessado.

Mas esses passeios em Curitiba que eu fiz são ainda mais legais, por dois motivos principalmente: porque os guias são muito animados e apaixonados pelo que fazem e porque eles são muito criativos.

Foram 4 tours sensacionais:

#1 produção de cervejas artesanais na fábrica da Bier Hoff

#2 centro histórico de Curitiba com a Carol do Free Walking Curitiba e com a Mariana do perfil Curitibacool

#3 arte urbana de bike com o do Kuritbike

#4 doces maravilhosos com a Leidinara do Curitidoce

E como eu tenho muitas sugestões pra vocês, decidi dividir os posts. Neste, vou falar do tour na fábrica da Bier Hoff e do passeio pelo centro histórico de Curitiba.

#1 Tour pela cervejaria artesanal Bier Hoff

passeios em curitiba cervejaria bier hoff curitiba
Cervejaria Bier Hoff Curitiba

Mesmo eu que não gosto nadinha de cerveja, me diverti muito nesse tour. Nosso guia foi o cervejeiro responsável e gente, o cara entende demais do assunto. Sem pressa, ele nos ensinou todo o processo de fabricação da gelada: da escolha do grão de malte até a etiquetagem das garrafas. E além de aprender tim tim por tim tim, a gente ainda pode “xeretar” de perto algumas partes do processo, como ver o estoque onde ficam os grãos de malte e olhar dentro dos baldes onde acontecem a fermentação.

Cervejaria Bier Hoff
Cervejaria Bier Hoff
cerveja Bier Hoff
Cervejaria Bier Hoff
Cervejaria Bier Hoff
Cervejaria Bier Hoff

Entre muitas perguntas e flashs, caminhamos pela fábrica e conversamos por pouco mais de uma hora. Não virei nenhuma especialista, mas hoje sei que XXXXXXX. Porém, o que, de fato, mais chamou a minha atenção foi a paixão com que eles falam de cerveja, da fábrica e do trabalho deles. Os olhos brilham. Não é à toa que a Bier Hoff tem muitos troféus na estande.

E para quem compartilha da mesma paixão por cerveja e está se perguntando se pode experimentar, sim, é claro que tem degustação no final. Pra gente, eles ofereceram três tipos diferentes de cerveja (na verdade, elas ainda eram chopp) e o pessoal adorou! Eu provei apenas a tradicional (lembram que eu não gosto de cerveja?), e até que não achei ruim não. Estava tão gelada, tão gelada, que tomei até vários goles.

Cocada Preta é o nome de uma das cervejas mais famosas da Bier Hoff e que também já ganhou vários prêmios. É uma cerveja forte, com coco e chocolate. Acho que vale bem a pena, viu?

Cocada Preta Bier Hoff
Cocada Preta Bier Hoff

Descobri que Curitiba tem muitas fábricas de cervejarias artesanais e que as cervejas produzidas na cidade ganham vários prêmios todos os anos. Visitar uma dessas fábricas é um dos passeios em Curitiba que eu recomendo muito. Adorei a Bier Hoff, mas acho que outras fábricas também oferecem tours parecidos. E se não for possível visitar alguma fábrica, então experimente as cervejas nos restaurantes e bares da cidade. Elas estão presentes em vários deles. 😉

Pra saber mais informações sobre o tour, sugiro entrar em contato diretamente com eles: http://www.bierhoff.com.br/2013/

Post Relacionado: Bike Tour para observação de grafites

Tour pelo Centro Histórico (Curitiba Free Walking)

Quem já me acompanha de longa data (hehehe) sabe que eu amo centros históricos. Adoro as praças, as ruas mais estreitas, a arquitetura antiga, os paralelepípedos e, principalmente, as histórias que cada esquina tem pra contar. E amo caminhar, ter tempo para olhar as coisas, sentir os cheiros.

Como se já não fosse super legal, a nossa guia foi especial. É a Carol Moreno do blog Mochilão Trips (quem não conhece, corre pra lá já) que além de ser uma blogueira de mão cheia ainda é uma apaixonada pela cidade. Pensa que acabou? Não, ainda teve um super plus: a presença da Mariana Smolka do Instagram Curitiba Cool. A Mariana é coolhunting e nesse perfil ela posta achados incríveis da cidade.

Já falei em outro post sobre o esquema “Free Walking”. Ele existe em várias cidades do mundo e funciona assim: ninguém é obrigado a pagar um valor fixo por ele, as pessoas são livres (free) para deixar a gorjeta que acham justa no final do passeio. Bacana, né? 😉

Em aproximadamente duas horas, nós conhecemos os principais pontos do centro: começamos no Largo da Ordem, um conjunto de ruas com predinhos históricos coloridos, ótimos restaurantes e igrejas. É lá onde acontece a famosa Ferinha Hippie aos domingos. Depois, conhecemos a Praça Tiradentes, local onde a cidade começou e onde está a Catedral de Curitiba (sabia que o nome de fundação da cidade era Vila de Nossa Senhora da Luz? Homenagem à padroeira). Na praça, procure por uma pedra com um símbolo português e com a inscrição REY, é o Marco D´El Rey, marco zero de Curitiba.

Largo da Ordem - passeios em Curitiba
Largo da Ordem
Catedral Basílica Curitiba
Catedral Basílica Curitiba – Praça Tiradentes
Marco D´El Rey Curitiba
Marco D´El Rey Curitiba

Passamos também pela Rua das Flores, parte da Rua XV de Novembro que foi transformada em calçadão, em 1972, o primeiro do Brasil.

Ruas das Flores Curitiba
Ruas das Flores Curitiba

Por fim, o Paço da Liberdade, antigo mercado da cidade, um prédio lindo que foi sede da Prefeitura até 1969, quando abandonado. 40 anos depois ele foi reinaugurado pelo SESC e se tornou um importante polo cultural de Curitiba.

SESC Curitiba antigo mercado municipal
SESC Curitiba – antigo mercado municipal

E entre um ponto e outro, passamos por uma lojinha de pizza (Pizza) e uma lojinha de cookies (Brooklyn) e a Carol, toda animada, foi logo dizendo: “gente, se algum dia você quiserem provar a melhor pizza daqui, esse é o lugar”. E depois: “ah! E nessa loja tem umas cookies maravilhosas”. Nas duas ocasiões, ela nem terminou de falar e a galera invadiu pra valer as lojinhas. Éramos 25, lembra? Blogueiros esfomiados, quase acabamos com os estoques, rs.

Pizza em Curitiba
Pizza em Curitiba

Se você também quer ter uma experiência autêntica e conhecer a cidade com um local, não perca o Free Walking Curitiba. Veja as datas, horários e agende aqui pelo site: http://www.curitibafreewalking.com.br

Gente, os passeios em Curitiba que eu fiz são ou não são incríveis? E tem mais dois já no forno esperando pra sair. 😉

SPOILER: no próximo post, vou falar sobre o delicioso bike tour.

UPDATE: Já ficou pronto o post sobre o tour de bike. Veja aqui.

Quem fez acontecer

Anna Martinelli e Mariana Fachin (Blog Finestrino), Carol Moreno (Blog Mochilão Trips), Jr Caimi (Blog Tip Trip Viagens), Juliana Cristine (Blog Juju no Mundo), Leidinara Batista (Blog Férias Now) Robson Franzói (Blog Um Viajante)

Quem foi também

Angela Sant’Anna (Blog Apure Guria), Amanda Fernandes (Blog Marola com Carambola), Anna Barbara (Blog Nós no Mundo), Daniele Polis (Blog Trippolis), Denise Tonin (Blog Viajante Solo), Dudu Monteiro (Blog Dudu Afora), Eloah Cristina (Blog Viaja, Bi!), Fernanda Scafi (Blog Tá Indo Pra Onde), Isabela Bastos (The Life of Isa), Juliana Rosa (Blog Trip Feeling), Mariana Yusim (Blog Viajadora), Monique Renne (Blog Melhores Destinos), Pamela Campos (Blog Contos da Mochila), Patricia Furlan (Blog Viagem de Fuga), Rafael Kosoniscs (Blog Seu Mochilão), Rafael Leick (Blog Viagem Primata), Rafaella Machado (Blog Viajando Sem Medo), Roberta Martins (Blog Territórios), Sthefania Memelli (Blog Sthe On The Road).

Você também pode ler mais dicas e textos inspiradores de viagens, seguindo Contos da Mochila nas redes sociais.

FacebookTwitterInstagram e Flipboard. Snapchat: contosdamochila

Obrigada por ler! <3

 

patrocinadores apoiadores Curitiblogando

2 COMMENTS

  1. Ahhhhh Curitiba, sua linda!
    Eu amei esses passeios, adorei dividir com uma galera tao gente boa como a que foi no Curitiblogando. Quero voltar para ver mais coisas <3

    Beijos

LEAVE A REPLY