Transporte em Montevidéu. Como se locomover na cidade.

Posted on

Montevidéu não é uma cidade tão pequena como você já deve ter ouvido falar. A parte urbana da cidade, aquela na qual você vai ficar mais tempo, não é grande mesmo, mas também não é pequena o suficiente para você conhecer inteira a pé, principalmente se você quiser sair do roteiro básico “cidade velha-pocitos”.

Se você tem interesse em explorar mais a cidade, não pode perder esse post sobre os principais bairros da parte urbana de Montevidéu.

Antes de começar a detalhar quais os principais meios de transporte em Montevidéu, que tal uma espiadinha no mapa pra entender como a cidade é?

Mapa_Montevideo

Mapa Montevidéu (fonte: Intendencia de Montevideo)

Com certeza, o mais bacana da cidade é que qualquer parte dela pode ser acessada muito, mas muito facilmente, pela Rambla. Assim, fica muito simples encontrar os lugares, mesmo que em bairros mais distantes. Nós nos guiamos o tempo todo pela Rambla e nos demos bem. 😉

Transporte em Montevidéu não é um problema pra nenhum viajante. Só aqui, eu listei seis formas diferentes de se locomover por lá. Todas super acessíveis.

#1 Alugando um carro em Montevidéu

Enquanto montávamos nosso roteiro, perguntamos a alguns amigos que já tinham visitado a cidade como eles se locomoveram por lá e descobrimos que o carro é o meio de transporte em Montevidéu mais utilizado por boa parte deles. E foi também a nossa principal escolha.

Como queríamos conhecer a maior parte possível da cidade, precisávamos de agilidade e, por isso, optamos pelo aluguel do carro. Mas é óbvio que não abrimos mão completamente da nossa super tradicional caminhada.

Andamos um montão a pé, mas o carro à nossa disposição foi fundamental para explorarmos melhor áreas mais distantes, como o bairro de Carrasco e o Parque do Prado, e também para termos mais liberdade durante nossos passeios à noite. Ah! E como o carro nos ajudou nos dias de chuva…
Nosso carro foi gentilmente oferecido pela locadora Alamo, uma das mais tradicionais da cidade, e sobre a qual faço uma avaliação mais detalhada no final do post.

carro alamo montevidéu

Nosso carro alugado

Como já expliquei um pouquinho no começo do post, é muito fácil se locomover de carro para todo lugar, principalmente porque a Rambla existe. Os 24 km de Rambla da cidade circulam toda a parte urbana mais turística. Assim, mesmo que o carro não tenha um GPS, é só pegar um mapinha, circular o lugar onde você quer ir, seguir pela Rambla o mais perto possível e entrar no bairro. Sem dramas, sem confusão e com uma vista linda.

Alguns pontos de atenção a considerar antes de alugar um carro:

O motorista deve ser maior de 21 anos e ter mais de 2 anos de experiência como condutor. Além disso, eles também registraram o número do nosso cartão de crédito (tem que ser internacional, viu?) como garantia.

#2 Com os próprios pezinhos

Não é novidade pra ninguém que nossos pés são sempre nosso principal, e mais querido, veículo. Nesta viagem, mesmo com o carro à disposição, não abrimos mão deles, embora a gente não tenha andando tanto como em outras viagens que já fizemos.

A cidade é plana e arborizada, especialmente nos bairros de Pocitos, Punta Carretas e Carrasco. É também segura (embora não 100% segura) e muito bonita. Andando pela cidade, dá pra ver um pouco mais o cotidiano das pessoas, parar para observar as fachadas das casas e encontrar cantinhos escondidos.

casinhas pocitos montevidéu

Fachadas lindinhas em Pocitos

Dá pra usar a mesma estratégia do carro e usar a Rambla como guia, ou se aventurar por dentro dos bairros. As duas escolhas são encantadoras.

#3 Bicicleta

Tá aí outra delícia de transporte em Montevidéu. Exatamente pela característica plana da cidade, os amantes da magrela podem ir para qualquer lugar da cidade, mesmo. Seguir a Rambla continua sendo também uma excelente estratégia. É ou não é demais essa Rambla, gente?

bicicletas rambla montevidéu

Bicicletas na Rambla em Montevidéu

Há algumas empresas que alugam bicicletas na cidade. Infelizmente, nós não conseguimos experimentar e, por isso também, não consigo indicar nenhuma. Então, vou colocar aqui as empresas que estão listadas no guia “Descubra Montevidéu” feito pela Prefeitura.

Bike Tours Uruguay
Biking Uruguay
Orange Bike

Tem um sistema de Bicicleta Pública também.

É melhor você mesmo conferir os valores pelos sites ou entrando em contato com as empresas.

#4 Bus Turístico

Outra forma de transporte em Montevidéu bem fácil e prazerosa, mas não muito barata, é o Bus Turístico. E, pra quem está no rush, correndo e com pouco tempo, dá pra conhecer os principais pontos turísticos da cidade com certeza.

Mapa bus turistico

Mapa Bus Turistico

O sistema do bus é o hop on/hop off, aquele sistema em que você pode subir e descer quando quiser e quantas vezes desejar, desde que dentro da validade do seu ticket, claro. O passeio todo com 11 paradas, sem interrupção, dura mais ou menos 2 horas e 30 minutos, mas nós fortemente sugerimos que você aproveite o ticket e passeie o dia todo pela cidade, descendo do ônibus para conhecer os lugares.

Durante o verão, o Bus Turístico opera das 9h às 17h (horários de partida da Parada 1) e no inverno das 9h30 Às 15h30 (mesma Parada 1). A frequência dos ônibus é de 60 minutos, muitas vezes, tempo suficiente pra você conhecer tudo e mais um pouco.

No entanto, como são 11 paradas, e com frequência de 1 hora entre um ônibus e outro, você vai perceber que não dá pra descer em todos os lugares, ficar lá uma hora e subir novamente. Você precisaria de 11 horas pra isso e o Bus roda por 8 horas.

Assim, você pode otimizar seu percurso e, por exemplo, descer na Parada 3, conhecer as redondezas e ir caminhando até a Parada 4, que é pertinho. Dá mais uma voltinha por lá e pega o ônibus 1 hora depois. O mesmo dentro do Parque Prado (Paradas 7 e 8).

Outra opção seria começar o trajeto na Parada 2 (e pular a Parada 1 que é a cidade velha) e não descer na Parada 10 (Pocitos e Punta Carretas). E por que eu estou sugerindo isso? Porque você pode voltar no segundo dia e conhecer a cidade-velha a pé durante a manhã e Punta Carretas e Pocitos na parte da tarde. Aproveita e já fica em Pocitos pra jantar.

Posts Relacionados: Onde comer em Montevidéu: Parte 1 e Parte 2.

Há também a opção de ticket válido para dois dias que permite ficar dividir o trajeto em duas partes e ficar mais tempo nos bairros que mais gostar. 😉

#5 Transporte Público

Há 2 anos, o transporte em Montevidéu mudou e melhorou bastante. O governo criou o Sistema de Transporte Metropolitano (STM) que uniu os diferentes sistemas de ônibus em um único só.

transporte público montevidéu

Transporte Público Montevidéu (fonte: Descubri Montevideo)

E isso facilitou bastante a vida dos moradores, claro, mas a nossa também. Pra circular pela cidade, é só retirar o cartão STM nos postos autorizados http://www.montevideo.gub.uy/transito-y-transporte/tarjetas-stm/locales-de-atencion-a-usuarios-del-stm e abastece-lo com uma quantidade em dinheiro e sair usando. Ele é aceito em todos os veículos e pagando uma tarifa única dá pra usar quantos ônibus quiser dentro de uma hora ou duas horas. É só informar o cobrador qual seu tipo de viagem, que o valor correspondente será debitado do cartão.

No site oficial, tem uma ferramenta bem bacana chamada “como ir”. Nela, basta incluir ponto de partida e destino e a ferramenta mostra as opções de linhas de ônibus Prática e simples.

Os ônibus funcionam entre 6h e 23h45 todos os dias da semana, exceto nos feriados de 1 de maio, 1 e janeiro e são um bom e barato meio de transporte em Montevidéu.

#6 Taxi

Taxi é taxi em qualquer lugar do mundo, certo? Carrinhos com letreiros que você chama, entra, paga e pronto.

taxis em montevidéu

Taxi em Montevidéu (fonte: uruguai.org)

O sistema é sempre o mesmo, porém cada lugar tem características específicas. Em Montevidéu:

Transporte em Montevidéu nunca será um problema na sua viagem. A cidade não é grande, é bem organizada por placas (para carros e também de paradas de ônibus), a oferta de taxi é boa, e o melhor, ela é plana. Se o dia estiver de sol, arrisque-se a alugar uma bike e conhecer a cidade pela Rambla. Certeza absoluta que você não vai se arrepender.

Nossa avaliação sobre o serviço da Alamo.

O processo pra alugar é bem simples: dá pra fazer a reserva pelo site http://www.alamouruguay.com ou diretamente em uma das lojas. Nós assinamos um termo de responsabilidade e nos comprometemos a entregar o carro com o tanque cheio. Os funcionários foram atenciosos e nos ensinaram certinho a usar as principais funções do carro.

A retirada e entrega dos carros são realizadas normalmente nas lojas, no entanto, se o horário de chegada ou saída na cidade forem ruins, é possível organizar junto com a empresa a retirada ou entrega em horários e locais alternativos. Há um custo adicional pra isso que depende das condições, mas pode valer a pena em alguns casos.

Eles têm mais de 200 carros na frota e a grande maioria deles tem ASB e Airbag. O nosso carro estava em ótima estado de conservação, muito limpo e não deu nenhum problema durante os quatro dias de viagem. Tudo funcionou muito bem.

Importante: não se esqueça de fazer a inspeção do carro antes de assinar o termo de responsabilidade, pois, caso o carro sofra algum dano durante o tempo em que estará com você, será preciso arcar com o prejuízo.

Presente especial para nossos leitores: 10% de desconto no aluguel do carro até o dia 15 de novembro de 2015. É só imprimir essa página do blog e apresenta-la ou escrever essa informação na reserva online.

Saiba mais sobre Montevidéu:

Gostou do post? Então nos ajude a divulgar. Compartilhe, comente ou curta nossa página!

Acompanhe nossas novidades:

Você também pode ler mais dicas e textos inspiradores de viagens, seguindo Contos da Mochila nas redes socias.

Facebook, Twitter, Instagram e Flipboard. Snapchat: contosdamochila

Obrigada por ler! <3

 Procurando hotéis em Montevidéu?

Se você reservar seu hotel por aqui, além de você conseguir os melhores serviços e preços, você ajuda este blog a ganhar uma pequena comissão e continuar vivo, sem gastar nada a mais por isso. Se você gosta do nosso conteúdo, apoie! ;)

*Nossa viagem a Montevidéu fio apoiada pelo Conglomerado Turístico de Monteivdéu. Todas as dicas e opiniões são 100% baseadas em nossa experiência. 100% autonomia editorial.