SHARE

Antes mesmo de viajar, enquanto eu planejava nosso roteiro, encontrei muitos viajantes a procura de ideias sobre o que fazer em Vancouver durante 3 dias, o que seria essencial. Depois de passar seis dias lá, acho três dias pouco, a cidade é demais. Mas, se três dias é o que você tem, então vamos fazer com que eles sejam inesquecíveis!

Post relacionado: nosso roteiro inicial de 6 dias por Vancouver

Entendendo um pouquinho de Vancouver

Vancouver é uma cidade pequena para sua fama. Pouco mais de 600 mil pessoas dividem as as ruas arborizadas e os parques lindos de lá. Já a grande Vancouver, a região metropolitana, tem quase 2 milhões e meio de pessoas e está dividida em zonas: Zona 1 (Vancouver), Zona 2 (North Vancouver, West Vancouver, Burnaby, New Westminster e Richmond) e Zona 3 (o restante das cidades).

mapa vancouver
Mapa Vancouver – downtown

Downtown é a parte mais famosa e mais visitada de Vancouver. É o centro financeiro e comercial e fica grudadinho no apaixonante Stanley Park (o maior parque urbano do Canadá).

Granville Island é uma ilha super chamosa que fica ao sul de downtown, no meio do False Creek, o lago que separa o centro de Vancouver do sul da cidade.

As montanhas que vemos da cidade ficam em North Vancouver. Ou seja, se você estiver perdido, procure por elas e saberá onde é o norte.

Eu super recomendo que você se hospede em downtown: pertinho de tudo e com bastante acesso ao transporte público. Nos hospedamos em dois hotéis ótimos em downtown, e por isso posso indicar sem medo: The Burrard e Times Square Suites.

Agora que você está devidamente localizado, vamos seguir para as atrações todas?

O que fazer em Vancouver em 3 dias

Dia 1: Stanley Park + Aquário + English Bay + Granville

Imagino que você tenha chegado no dia anterior e descansado bastante. Mesmo assim, pode sofrer ainda com a diferença de fuso, mas nada que vá comprometer seu dia. Então acorde cedo, tá? Eu sei que as camas desses hotéis que eu indiquei vão puxar você de volta, mas resista, tenha foco, rs!

Que tal começar com a cereja do bolo? #1 Stanley Park, here we go! E comece já sentindo o clima delícia de Vancouver e vá a pé. Vou dar duas sugestões que você pode escolher, dependendo de onde estiver hospedado.

Sugestão 1: encontre a Davie Street e siga sempre por ela. A Davie é a rua do orgulho LGBT, a rua em que as lixeiras e pontos de ônibus são cor-de-rosa e no cruzamento da Davie com a Bute Street as faixas de pedestre são arco-íris!!! <3 <3

o que fazer em Vancouver
Quarteirão de arco-irís!

Desça a Davie até o final e você vai conhecer a English Bay. Do lado direito, é o Stanley.

Sugestão 2: Siga pela Robson Street, a rua das marcas de grife e conheça o pedaço mais alternativo dela. Quanto mais perto do Stanley, mais lojas locais, chinesas e menores você vai encontrar. O Stanley também estará te esperando no final dela.

O Stanley Park é enorme mesmo. A pé fica muito difícil conhecê-lo. Uma opção muito funcional e divertida é alugar uma bike. Bem perto do Stanley, no cruzamento da Denman Street com a Georgia Street, há uma loja de aluguel de bicicletas chamada Bayshore Bicycle. Nós experimentamos e gostamos muito da qualidade das bicicletas.

O que fazer em Vancouver
Só não faça como nós: não esqueça das luvas no inverno.

Comece sua voltinha pelo lado direito do parque, passe pelos Totens Poles e tenha uma visão privilegiada do centro de Van. Uma volta completa no Stanley de bicicleta leva mais ou menos 1 hora e meia, mas você pode aproveitar os cantinhos que mais gostar para descansar, apreciar a paisagem e tirar muitas fotos legais.

O que fazer em Vancouver
Stanley, lindo mesmo no inverno.
Viagem a Vancouve
A voltinha no Stanley proporciona essa visão.

Se você seguiu meu conselho e acordou cedo, terá tempo de conhecer o #2 Aquário de Vancouver já no começo do seu passeio. Mais ou menos 1 hora e meia pra ver todos os peixinhos, baleias e águas-vivas (o Paulinho ficou encantado por elas). Compre os ingressos por aqui.

O que fazer em Vancouver
Arraias favoritas do Paulinho

Quando estiver próximo de terminar a volta, estará com fome, aposto! Se você tiver um orçamento um pouquinho mais folgado, pare para almoçar (ou fazer um brunch se for um final de semana) no maravilhoso TeaHouse. A comida e o atendimento são incríveis, de verdade.

Fantásticos cheesecake de chocolate branco com frutas vermelhas e creme brulee.
Fantásticos cheesecake de chocolate branco com frutas vermelhas e creme brulee.

Depois do almoço, devolva a bicicleta e volte a explorar a cidade com seus pezinhos ou… que tal um caiaque?

Minha sugestão para o que fazer em Vancouver à tarde é apreciar melhor a English Bay e conhecer Granville Island. Saindo do Stanley, aproveite o visu lindo da #3 English Bay Beach. Tire fotos, muitas fotos, please. Se você se animou com a história do caiaque, na English Bay tem uma estação de aluguel de caiaques. Pergunte ao pessoal se é possível alugar o caiaque e deixa-lo em Granville Island. Se for possível, no meio do caminho, dê um pulinho até Kitsilano Beach, aproveite um tempinho lá e siga para Granville.

O que fazer em Vancouver
English Bay

Se você não se anima com caiaques, não fique triste. Você pode chegar até Granville Island usando barquinhos. Continue descendo a baía e logo, logo você encontrará vários docks com empresas que fazem o trajeto. Nós usamos o Aquabus.

O que fazer em Vancouver
Aquabus

Passe o finalzinho da tarde explorando #4 Granville Island: as lojinhas de artesanato, de roupas e acessórios e muitas outras; em uma hora dá pra conhecer. Termine a tarde no mercado público. No inverno, fecha às 19h, mas tem horário estendido no verão. Depois das 19h, alguns restaurantes e pubs ficam abertos do lado de fora do mercado.

O que fazer em Vancouver
Mercado Público de Granville
O que fazer em Vancouver
Granville Island

Se preferir jantar no centro, uma sugestão muito legal é o Stephos Greek Taverna. Ele fica há poucos quarteirões da saída da ilha, na Davie Street. Comida grega deliciosa e decoração super charmosa. A única questão é que você pode sair de lá defumadinho, mas vale a pena, garanto!

Se preferir jantar no centro, uma sugestão muito legal é o Stephos Greek Taverna. Ele fica há poucos quarteirões da saída da ilha, na Davie Street. Comida grega deliciosa e decoração super charmosa. A única questão é que você pode sair de lá defumadinho, mas vale a pena, garanto!
Lasanha de cordeiro deliciosa! Porções muito generosas também.

Antes de seguir pra casa, pare em uma loja do Tim Hortons e compre uns donuts ou muffins pra levar pro hotel. Tenho certeza que sua noite será ainda mais doce!

Se preferir jantar no centro, uma sugestão muito legal é o Stephos Greek Taverna. Ele fica há poucos quarteirões da saída da ilha, na Davie Street. Comida grega deliciosa e decoração super charmosa. A única questão é que você pode sair de lá defumadinho, mas vale a pena, garanto!
Donuts no Tim Hortons: uma perdição melhor que a outra.

Dia 2: Canada Place + FlyOver + + Capilano Bridge + Grouse Mountain

Comece o dia no #1 Canada Place. Se o dia estiver ensolrado, será uma das vistas mais bonitas de North Vancouver e das montanhas que você vai ter. Vá até a ponta, aprecie e tire fotos, selfies (lá não é proibido, rs). Estará lá no verão? Então veja a programação de eventos gratuitos. Há shows, cinema, etc.

O que fazer em Vancouver
Vista do Canada Place em dia de sol

Também no Canada Place, fica o #2 FlyOver Canada. O FlyOver é uma simulação 6D de como seria ver várias partes do Canada do alto. É como se estivéssemos passeando por céus canadenses, apreciando o que o país tem de mais bonito.

FlyOver Canada
FlyOver Canada
O que fazer em Vancouver
FlyOver Canada

Depois que você sair do FlyOver e abraçar o panda gigante que fica na entrada, desça em direção a avenida e pegue o ônibus gratuito que segue para o Parque Capilano. Está na hora de conhecer a famosa #3 Capilano Bridge. Em 30 minutos, você já terá atravessado a ponte em direção a North Vancouver e chegado no Parque.

O que fazer em Vancouver
Entrada do parque Capilano

Já que você vai pagar pelo ingresso, vale a pena fazer o passeio completo dentro do parque, mesmo porque ir pra lá e só atravessar a ponte é meio brochante. Dentre as outras atrações do parque, o Cliffwalk e os Treetops são os de mais audiência. Almoce em Capilano no Loggers´ Grill (aberto na alta temporada) ou então coma um lanche na lanchonete que fica aberta o ano todo.

O que fazer em Vancouver
A tão famosa ponte suspensa: Capilano Bridge

Próxima parada: #4 Grouse Mountain. Não há ônibus turístico de Capilano para Grouse, pelo menos no inverno, mas há algumas linhas de ônibus local que faz o trajeto. É só você se informar com qualquer funcionário do parque onde é o ponto e esperar. Em poucos minutos, as montanhas de neve estarão bem pertinho de você.

Se preferir comprar um passeio completo para as duas atrações, dá pra comprar pelo nosso link de afiliado no Viator.

Grouse Mountain é uma famosa estação de ski, mas há várias atividades mesmo pra  quem não sabe esquiar, como shows artísticos. Eu sugiro muito que você fique até o anoitecer e veja a cidade lá do alto. Deve ser lindooo. É uma das coisas que mais me arrependo de não ter feito.

Newsletter_1

Lá tem ótimos restaurantes, mas pesquisei e achei caros. Se isso não for um problema, prove sem medo. Outra sugestão é você voltar para Downtown e jantar nos vários restaurantes maravilhosos lá. Se você gosta de hambúrguer e de um lugar jovem e descolado, sugiro o Red Robin Gourmet Burgers. Além dos lanches deliciosos, as limonadas e a batata frita são refil.

O que fazer em Vancouver
Muitos coraçõezinhos para o Red Robin.

Termine a noite, caminhando pela Robson Street. Se você gostar da brincadeira de adoçar a noite, dessa vez eu sugiro Rocky Mountain Chocolate Factory (Robson, 1017). Os sabores que eu mais gosto são a tradicional (só caramelo) e Oreo.

O que fazer em Vancouver
Caramel Apple de oreo
O que fazer em Vancouver
Robson Street à noite

Dia 3 – Yaletown + Gastown + Chinatown + Parques

Último dia em Vancouver! Posso apostar com vocês que muitos vão chegar nesse dia e sentir não ter mais tempo pra aproveitar a cidade. Não digam que eu não avise, rs.

Post relacionado: nossas impressões e dicas gerais de Vancouver

Se você estiver hospedado perto do Stanley, um lugar muito gostoso e tradicional pra você tomar um legítimo café da manhã canadense é o White Spot. Gostei tanto, tanto, que precisei repeti e tomamos café lá duas vezes!

O que fazer em Vancouver
Não sou acostumada a comer esse pratão no café da manhã, mas estava tãoooo gostoso, que repeti!

Então tá, comece o dia reforçado no bacon e nas batatas maravilhosas e siga para #1 Yaletown, passando pela Robson Street. A partir da Burrard, a Robson muda o clima e as lojas de grife começam a aparecer. Faça um passeio a pé por ali entre as ruas Howe, Granville e Seymour. Quando estiver a fim de seguir pra Gastown, caminhe pela Richards Street até o final.

Você chegou ao comedinho de #2 Gastown, o pequeno bairro em estilo inglês de Vancouver! Por favor, por favor, desça pela Water Street e se delicie com os prediozinhos super charmosos da rua.

O que fazer em Vancouver
Arquitetura inglesa clássica em Gastown

Vá com calma, tirando fotos e, de repente, vai se deparar com o famoso relógio à vapor, um dos raros que ainda restam no mundo. Fique ali pela Water Street e almoce no The Old Spaghetti Factory. Na verdade, há vários restaurantes por lá, mas esse é um ótimo italiano bem tradicional e com preço super justo.

O que fazer em Vancouver
Um dos poucos relógios a vapor do mundo
O que fazer em Vancouver
Comida italiana boa e com preço justo

Apenas tenha cuidado ali em Gastown porque você estará a poucos quarteirões da região mais pobre da cidade, onde ficam os moradores de rua. Não que eles sejam violentos, mas você pode se assustar.

Bem próximo a Gastown, está o bairro de #3 Chinatown. Dá pra você descer a Carral ou a Columbia e chegar até lá. Para ne E Pender Street e tenha uma pequena ideia de como seria se você estivesse nas ruas da China. Várias lojinhas em chinês, sem “tradução” para o inglês.

Viagem a Vancouver
Em Chinatown

Chinatown é um ótimo lugar pra quem também curte especiarias chinesas. Dá pra encontrar muitas delas, mesmo.

Chinatown é pequenininha, então, depois de 1 hora no máximo, você já terá visto o mais importante. No bairro, fica o famoso jardim chinês, Dr. Sun Yat-Sem, um jardim tipicamente chinês. É pago, mas na primavera e no verão deve valer bem a pena.

Depois de conhecer as espécies chinesas de flores e árvores, você pode descer para o bairro pela Quebec Street, cruzar o Science World e chegar no #4 Queens Elizabeth Park. A pé, o trajeto é um pouco longo, mas de ônibus fica bem pertinho. Passe a tarde no parque, tenha outra vista linda de Vancouver e veja o pôr do sol.

Nós não fomos a esse parque porque era inverno, mas estou sugerindo justamente porque lemos e vimos várias fotos dele e deve ser lindo em qualquer outra estação do ano.

Aproveite pra conhecer um pouquinho de uma região diferente de downtown e jante no Steel Toad Brewpub, que a gente experimentou e amou: pub e fábrica de cerveja artesanal no mesmo lugar. O prédio é uma antiga fábrica de aço, totalmente reformado. As pizzas são o carro chefe.

O que fazer em Vancouver
Pizzas ótimas no Steel Toad

Pra voltar a downtown, você pode pegar um taxi, ou chamar um motorista do Uber, que é bem mais barato. Se estiver utilizando o Uber pela primeira vez, use meu código e ganhe desconto: YW96X. Caminhe mais um pouco pelas ruas, compre mais uns donuts no Tim Hortons e se prepare para a difícil despedida. Você vai querer voltar, disso eu tenho certeza!

Estas foram minhas sugestões de passeios e atrações sobre o que fazer em Vancouver se você tiver só três dias. Se, por acaso, você tiver um quarto dia, gaste cada minutinho dele em Whistler, o lugar onde aconteceram os jogos olímpicos de inverno em 2010. É lindo!

Viagem a Vancouver
Estação de ski de Whistler

Quem quiser complementar o post com mais dicas, por favor, não seja tímido, escreva aí embaixo nos comentários.

E se você ficou com alguma dúvida, ou quer mais informações sobre a cidade ou as atrações, escreve também. Será um prazer responder! 😉

Você também deve gostar:

Newsletter_1

Nossa viagem contou com o apoio de Secretaria de Turismo de Vancouver, dos hotéis The Burrard e Times Square Suites e dos restaurantes Teahouse e Steel Toad Brewpub. Mas eles não influenciam em meu conteúdo. Escrevo sobre o que gosto e conto pra vocês minhas sinceras impressões. 

6 COMMENTS

  1. Oie Pamela,

    Estamos nos preparando para viajar para Vancouver em breve e encontramos o seu blog durante a pesquisa – e AMAMOS!
    Melhor post sobre roteiro de viagem para Vancouver <3 Parabens!

  2. Olá, Pamela,

    Eu já tinha diversos motivos para querer ir até Vancouver; mas confesso que o passeio no Stanley e todo esse encantamento gastronômico me deixaram ainda mais fascinada. Já sei de onde virão as dicas para uma possível futura viagem até Vancouver!

    Um abração,
    Lena

    • Oi Lena, adoro suas visitas aqui no blog. Gastronomia e natureza são os pontos altos da cidade, com certeza! Você vai adorar!!! E que bom que posso te ajudar com dicas para sua próxima viagem para lá! Obrigada! Beijos

    • Eloah, confesso que uma das coisas que mai tenho saudade de Vancouver é comer, hehe. Foi uma delícia mais delícia do que a outra, você não ia resistir, rs. E esse quarteirão de arco-íris… é lindo, né? Obrigada pela visita e pelo comentário. 😉

LEAVE A REPLY