SHARE

Num dia desses em que eu estava leitora, vi um artigo (só mas não lembro onde) sobre alguns lugares no Brasil que fazem a gente se sentir na Europa. Na lista, entre Gramado e Holambra, encontrei o pequeno distrito de Penedo. A viagem a Penedo foi parar lá no topo da minha wishlist, a combinação perfeita: jeitinho europeu em um pequeno e charmoso distrito pertinho de São Paulo.

Tão rápido quanto ela entrou na minha lista de desejos, ela saiu porque na primeira oportunidade que eu tive, fui à cidade. Paulinho, eu e um casal de amigos passamos o réveillon lá e vou contar tim-tim por tim-tim pra vocês como foi nossa experiência.

O que você vai encontrar neste post:

  • Sobre Penedo
  • Como ir a Penedo saindo de São Paulo
  • Onde ficar em Penedo
  • O que fazer em Penedo
  • Onde comer em Penedo

Tudo para sua viagem a Penedo

Sobre Penedo

Assim como Monte Verde é distrito de Camaducaia, Penedo é distrito da cidade de Itatiaia. E é também responsável por boa parte da renda da cidade que é gerada por nós, viajantes.

A fama de ambiente europeu não é à toa. Penedo é a única colônia finlandesa aqui no Brasil: mais ou menos 300 finlandeses desembarcaram no Rio de Janeiro entre 1927 e 1940 e seguiram rumo a esse cantinho super especial aos pés do Parque Nacional do Itatiaia.

viagem a Penedo
Parque Nacional do Itatiaia

No entanto, preciso confessar: essa história de “se sentir na Europa” é mais marketing que realidade. Por alguns motivos que não desmerecem a fofurice que é a cidade, não nos sentimos na Europa nessa nossa viagem a Penedo não.

Então, se você quer conhecer um cantinho calmo e fofo, com algumas construções em estilo europeu e com alguns traços da cultura finlandesa, vá a Penedo sem medo.

Paulinho e eu fomos acompanhados de um casal de amigos muito queridos que já deram o ar da graça aqui no blog antes: o Marcos é o autor da viagem surpresa para a Itália que eu ajudei a organizar.  <3

Penedo fica praticamente dentro do Parque Nacional do Itatiaia. Esta descoberta foi decisiva para gente, afinal, todo mundo dessa trupe adora natureza, principalmente quando dá pra chegar mais perto dela nas trilhas e nas cachoeiras.

Passamos nosso réveillon lá e posso dizer que foi o réveillon mais intenso que tive até hoje. Foram três dias de muita natureza, comida boa e chocolates. Quer montar seu roteiro de viagem a Penedo? Vem comigo então.

Como ir a Penedo, saindo de São Paulo

Saímos de São Paulo perto das 7h da manhã do dia 31 de dezembro. Nossa esperança era conseguir chega perto das 12h e pegar “apenas 5 horas de trânsito”. E aí a sorte apareceu: levamos 3 horas e 30 min exatamente e tivemos a Rodovia Ayrton Senna praticamente só pra gente. O trânsito estava lindo, aliás, não havia trânsito. Bingo! Nossa viagem a Penedo tinha começado bem.

O trajeto é bem fácil mesmo e a viagem é tranquila: Rodovia Ayrton Senna até Taubaté e depois junção com a Dutra. Seguimos pela Dutra até Itatiaia e depois de passar pelo centro da cidade fizemos um retorno e pegamos a Av. Casa das Pedras. Chegamos em Penedo, quase que numa reta só. O que mata são os pedágios: R$ 80 ida e volta. Mas ok, já tínhamos nos planejado para esta facada, rs.

Também é possível fazer a viagem somente pela Dutra, mas a gente prefere evitar pela quantidade de caminhões. Desta vez deu bem certo.

Faltava pouco menos de meia hora pra gente chegar e a chuvinha fina que nos acompanhou desde a saída de São Paulo deu uma trégua e o céu começou a abrir e ficar azul, azulzinho. Mas não todo azul pra nossa sorte, isso nos mataria de calor. Não queríamos chuva, mas umas nuvens iriam bem a calhar.

Onde ficar em Penedo: simplicidade e simpatia na Pousada Casa do Artista

Fomos recebidos na pousada Casa do Artista pela Renata, uma fofa, querida, que mostrou tudo pra gente e respondeu nossas perguntas. A pousada é simples, mas é aconchegante e bem limpinha. Quartos sem luxo, mas com com cama gostosa. Localização excelente, bem perto do centro, mas longe o suficiente para manter o barulho distante.

viagem a Penedo
Pousada Casa do Artista

O atendimento foi ótimo, gentil, simpático. Tudo estava pronto quando chegamos. O único ponto é que eles não servem café da manhã, embora uma reforma na área comum estivesse em andamento para abrigar uma cozinha comunitária. Ótima alternativa bbb para uma viagem a Penedo durante o réveillon.

Reserve a Pousada Casa do Artista

Roteiro detalhado para sua viagem a Penedo

 Dia 1 em Penedo

O que fazer em Penedo: Pequena Finlândia

Foi o primeiro lugar que visitamos. O dia estava bonito e eu queria aproveitar e tirar fotos legais pra mostrar pra vocês. 😉

viagem a Penedo

Entrada da Pequena Finlândia

Muito provavelmente, as fotos lindinhas de Penedo que você vai ver por aí são da Pequena Finlândia. Penedo é colonização finlandesa, lembra? Então, a Pequena Finlândia é uma espécie de shopping a céu aberto, construído nos moldes das casinhas na Finlândia. Todas de madeira, coloridas, uma graça mesmo.

viagem a Penedo
É pequenina, mas é uma graça de linda!

Mas é uma área pequena. Não se iluda achando que a cidade toda é assim. Na verdade, é como se fosse uma mistura de parque com shopping cheio de gente.

Como já estava perto da hora do almoço e o sol estava rachando nossas cabeças, decidimos almoçar, de preferência em um lugar com ar condicionado.

Onde comer em Penedo: Restaurante Aglio e Oleo

Encontramos o Aglio e Oleo. Delicioso, faz super jus à fama.

Eu sou daquelas que desconfia quando o restaurante é muito famosinho, sabe? Já caí em algumas dessas ciladas e paguei muito caro para uma comida bem razoável. Mas no Aglio e Oleo não é assim não, muito pelo contrário.

viagem a Penedo
Restaurante Aglio e Óleo

Comida muito saborosa, ambiente simples e aconchegante, atendimento excelente e um cardápio enorme, prato cheio para os indecisos como eu, hehe.

Veja aqui minha resenha completa sobre o Aglio e Oleo e outros restaurantes de Penedo.

Restaurante Aglio e Oleo: www.restauranteaglioeoleo.com

Saímos do restaurante e voltamos a Pequena Finlândia para um sorvetinho de sobremesa. A parte da tarde foi reservada para a natureza. Fomos conhecer duas das várias cachoeiras que ficam bem pertinho da cidade: Poço das Esmeraldas e Três Bacias.

O que fazer Penedo – Cachoeiras Poço das Esmeraldas e Três Bacias

Essas duas cachoeiras que nós escolhemos ficam um pouco mais longe do que as outras mas, em compensação, estavam mais vazias. Começamos pela cachoeira das Três Bacias e já sentimos o drama: água super, super, super gelada que só os fortes suportam, no caso o Má e eu, rs. Foram 10 minutos de purificação, fotos e tchau!

viagem a Penedo
Na parte de cima da cachoeira Três Bacias

Logo em seguida paramos no Poço das Esmeraldas. Embora ela seja uma cachoeira menor, a área de banho é maior. Se não fosse a temperatura congelante dava pra passar um tempão nela, lugar super gostoso.

Mas nela, eu não tive coragem de entrar; o Paulinho e a Lari muito menos. Sobrou para o Má, que conseguiu curtir uns minutinhos e até dar uns mergulhos. Depois desses mergulhos, seguimos de volta para a pousada. Afinal, era dia 31/12 e ainda iríamos nos preparar para o jantar de ano novo.

viagem a Penedo
Cachoeira Poço das Esmeraldas

Reservamos nossos lugares para a grande virada no restaurante Koskenkorva. Nem tão bom, nem tão ruim, mas era a opção que parecia se encaixar melhor no nosso orçamento. O bom é que de lá a gente conseguiu ver o show de fogos que o hotel da frente soltou. Foi bem legal!

viagem a Penedo
Feliz 2016!!!!!

Dia 2 em Penedo

Depois das garrafas de espumantes, levantamos cedo na manhã seguinte para… fazer uma trilha. Isso mesmo, fazer uma trilha! Oh gente com pique, essa! Mas antes de começarmos a empreitada, precisávamos de um bom café da manhã. Como nossa pousada não oferecia, tivemos que pesquisar alguma padaria por perto.

Onde tomar café da manhã em Penedo – Padaria Dinamarca

A verdade é que não há muitas padarias, ou cafeterias pra tomar aquele café da manhã gostoso, sabe? Principalmente no dia 01 de janeiro pela manhã, com todos os lugares fechados. Por indicação da Renata, fomos até a Padaria Dinamarca.

viagem a Penedo
Fachada simples, mas comida honesta e gostosa da padaria Dinamarca

O lugar é bem simples, mas o cardápio não decepciona. Tem lanches, pão na chapa, pedaço de bolo, chocolate gelado, café, suco. Pedimos no balcão e eles nos serviram na mesa. O preço não era caro e gastamos em média uns 10,00/pessoa com um lanche e uma bebida.

A manhã ainda era de sol e, mesmo com os espumantes da noite anterior, estávamos animados. A promessa era de uma trilha curta e rápida, uns 30 minutinhos, até o Pico do Penedinho. Essa ERA a promessa.

O que fazer em Penedo – Pico do Penedinho

Tudo o que eu tinha lido me dizia que chegar no Pico não era demorado e que, apesar da subida constante, dava pra encarar com facilidade. O Má já tinha subido uma vez e super nos encorajou, afirmando que seria rápido e que a vista era linda.

O que era para ser uma caminhada tranquila se transformou em um suplício sem fim, hahaha. Debaixo de 40 graus, perto das 11h da manhã, nós não conseguíamos ver o fim daquela montanha bem selvagem e com matos altos (não vá de shortinho, ok?).

viagem a Penedo

Mas não desistimos e chegamos. Lá de cima, é possível ver a região em quase 360 graus e ainda tirar muitas fotos bacanas. A descida foi mais rápida, como devia de ser, mas um pouco mais difícil por causa da terra escorregadia deixada pela chuva do dia anterior.

De volta ao centro da cidade, era quase 13h. Hora do merecido almoço delícia, não? E não é que naquele dia onde tudo estava fechado, o Petir Gourmet estava aberto?

Onde comer em Penedo – Restaurante Petit Gourmet

Eu já comecei gostando do nome do restaurante, adoro essa palavra “petit”, acho uma graça. Assim como o Aglio e Oleo, o Petit Gourmet também está na lista dos mais badalados da cidade, o que acaba sempre me gerando dúvidas. Mas quando passamos em frente eu achei tão, tão  bonitinho: nada demais, mas a decoração florida, colorida e rústica, que lembra uma fazenda, me encantou.

Outro restaurante que eu recomendo demais: atendimento super simpático e ágil, comida deliciosa e criativa, lugar calmo, tranquilo. Sobre o valor? Não é barato, mas tem muita qualidade, acho justo.

viagem a Penedo
Esse salmão ainda habita meus pensamentos.

Veja as avaliações do Petit Gourmet no Trip Advisor.

No finalzinho do almoço, enquanto a gente se despedia dos pratos, começou a chover. A previsão tardou, mas não falhou… Ainda na dúvida se pedíamos ou não a sobremesa, mudamos de lugar e fomos sentar na parte da frente do restaurante e observar chuva. Será que nosso passeio da tarde ia miar?

Alguns minutos depois, a chuva deu uma trégua e ficou mais fininha. Sobremesa ou tentativa de passeio? Considerando que a gente levantou cedo depois da noite de réveillon pra fazer trilha, acho que já deu pra sacar qual era nossa pegada, né? Pagamos a conta e fomos!

O que fazer em Penedo – Passeio de quadriciclo

Ainda na etapa de planejamento da nossa viagem a Penedo, o passeio de quadricilo já tinha se tornado um dos queridinhos. Depois de passear pela cidade no dia anterior, vimos que muitas agências oferecem esse passeio e o valor é praticamente tabelado (entre 120 para os mais simples e 150 para os mais modernos) e a duração de 1h30 minutos é a mesma em todas as opções.

Mas de verdade, não me impressionou muito não. Achei bem ok e praticamente sem nada de emoção. Mas quem vai fazer esse tipo de passeio pela primeira vez, tem grandes chance de gostar, porque andar de quadriciclo é muito legal.

Chegamos na pousada para nosso já habitual “banhinho rápido” e a chuva começou. E dessa vez, ela veio forte pra valer. Nos demos de presente quase 2 horas de descanso antes de sairmos pra jantar.

Naquela noite, eu ia comer o prato mais famoso de Penedo.

Onde comer em Penedo – Rei das Trutas

Como fazer uma viagem a Penedo e não provar a famosa truta. Eu pesquisei muito pra descobrir se truta era um peixe tradicional na Finlândia, mas não achei nem um artigo sequer que me afirmasse isso. Então, considero que a truta é famosa em Penedo porque ela se adaptou muito bem à água gelada da região do Itatiaia.

O Rei das Trutas é aquele típico restaurante pra família toda se encontrar: salão bem grande com mesas compridas. A decoração é bem simples e o atendimento é bom. Mas a comida é o ponto alto.

viagem a Penedo
Rei das Trutas

O cardápio é farto e, pelo menos nos dois pratos que pedimos, a truta estava muito saborosa, bem temperada e com acompanhamentos muito bons também. Acho que qualquer opção do cardápio vai agradar.

Restaurante Rei das Trutas: http://www.reidastrutas.com.br

Como de costume, esquecemos a sobremesa no restaurante e partimos pra conhecer uma nova sorveteria. Aparentemente, o custo-benefício dessa é melhor porque os potes de sorvete são enormes e o o sorvete é cobrado por quilo. Mas a verdade é outra.

Os sorvetes são servidos pelas atendentes, o que eu considero muito esquisito, uma vez que é tudo por quilo. Além disso, o sorvete é muito líquido pro meu gosto e derrete muito rápido, e o sabor é fraco. E nem é mais barata do que a outra que gostamos muito mais.

viagem a Penedo
o melhor sorvete é dessa sorveteria aí, logo na entrada da Pequena Finlândia

Mas não posso dizer que a noite não terminou doce pra gente!

Depois do sorvete, uma boa noite de sono pra recarregar as baterias porque o dia seguinte seria de muita aventura

Dia 3 em Penedo

Acordamos cedo super dispostos pra conhecer o Parque Nacional do Itatiaia. Parênteses: se você é uma amante da natureza, não pode planejar uma viagem e Penedo e não conhecer o parque.

Neste dia tentamos variar a padaria e fomos conhecer um outro lugar. Não gostamos nada do atendimento, da limpeza, e acabamos nem pedindo nada lá. Não me lembro o nome dela agora, mas é uma padaria de esquina, que de longe, até parece mais bonitinha, mas na prática não agradou nada.

O jeito foi voltar para a padaria Dinamarca e tomar o nosso já habitual e gostoso cafezinho lá. Dela partimos direto para o Parque Nacional do Itatiaia. Levamos 40 minutos sem pressa e sem trânsito.

E o nosso terceiro dia em Penedo foi inteirinho dedicado ao Parque, que é administrado e muito bem cuidado pelo Instituto Chico Mendes, ICMBio.

Quem já teve a oportunidade de ver o parque no mapa pode constatar sua grandiosidade. Ele é imensooooo e por isso muito impossível de conhece-lo todinho em um dia só. Por isso, nós tivemos eu fazer uma opção, que teve o seu lado bom porque agora temos um outro pretexto para voltar pra lá.

Basicamente, o parque é dividido em parte alta e parte baixa. A parte alta é a parte mais difícil, de montanhas mais altas e com trilhas que exigem mais esforço físico. É lá que fica o famosíssimo Pico das Agulhas Negras, sonho de muito aventureiro. A parte baixa, como você pode deduzir, fica a planície e por isso as trilhas têm dificuldade média e levam até piscinas naturais, lagoas e cachoeiras.

viagem a Penedo
Parque Nacional do Itatiaia

Além do planejamento ser necessário para aproveitar melhor o dia, ele também super importante do ponto de vista logístico porque cada parte tem uma entrada diferente e elas são bem distantes uma da outra; o trajeto pode levar facilmente 1 hora.

Nós optamos pela parte baixa. Queríamos uma coisa mais leve, e como estava muito calor, mais refrescante. Nossa, como foi bacana! O parque é lindíssimo.

viagem a Penedo
Parque Nacional do Itatiaia

Ah, olha só. Quem vai visitar a parte alta, precisa preencher um termo de responsabilidade, que pode ser impresso pela internet por esse link aqui, o que ajuda muito na agilidade da entrada.

Perto das 16h começou a chover e por sorte já estávamos terminando tudo o que havíamos planejado. Deu tempo de encher nossas 5 garrafinhas com água pura das montanhas, entrar no carro e dizer tchau ao paraíso.

De volta a Penedo, fomos a um restaurante pra comer rodízio de camarão. A Lari e eu somos viciadas em camarão e estávamos salivando desde o dia em que descobrimos esse rodízio. Não posso dizer que estava ruim, mas estava ok, naaaada de mais. No entanto, o pior foi no dia seguinte, quando o Paulinho e o Marcos passaram mal. Por isso, eu não indico o restaurante Pintado & Cia pra vocês não, ok?

Na manhã seguinte, saímos dar um volta pelo centro para fazer umas comprinhas. O Shopping Vale dos Duendes é o lugar mais perto do centrinho para comprar as tradicionais pastas de truta, e também os licores artesanais e queijos. Dá pra provar todos os sabores antes de comprar. Sem miséria.

viagem a Penedo
Pastinhas famosas de Penedo. A maioira é à base de truta ou salmão.

Além das comidinhas, o Shopping do Duendes e outros como o Shopping Esquilo e o Shopping Azul, têm lojas de roupas de couro, calçados de aventura e artesanato local. De fato, lojinhas não faltam em Penedo.

viagem a Penedo
Shopping Vale dos Duendes

Já era quase hora do almoço e nós queríamos muito comer o famoso lanche finlandês no superindicado Café Finlandês, como uma despedida em grande estilo. Afinal, como fazer uma viagem a Penedo, centro da cultura finlandesa e não experimentar esse lanche?.

Maaaaaas, nem tudo sai como a gente quer: o quiosque fechou durante todo o feriado de ano novo e voltamos sem saborear a famosa iguaria. Mais um pretexto, olha aí!

Voltamos reenergizados pra nossa selva de pedra e eu voltei indicando uma viagem a Penedo pra um monte de gente, assim como indico pra vocês. É uma delícia e é lindinha. E se você tiver apenas um final de semana e não gostar de mato vá também porque eu tenho certeza que você não vai se arrepender.

Veja também: sugestões de onde comer em Penedo

viagem a Penedo

Obrigada por ler! <3

Neste post, faço menção a alguns produtos e serviços de viagem. Sempre que você reservar ou comprar alguma coisa por meio do blog, eu ganho uma comissão. Você garante os melhores serviços e eu continuo com o trabalho aqui no blog! 

Newsletter_1

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY