Comer em Vancouver: uma experiência sensorial no Teahouse

Comer em Vancouver: uma experiência sensorial no Teahouse

2
SHARE
omer em Vancouver
Eu já falei em outros posts sobre Vancouver, o quanto eu amei todas as minhas investidas culinárias na cidade. Eu moro em São Paulo, o paraíso da gastronomia mundial, mas me surpreendi absurdamente com a gastronomia em Vancouver. Sério, comer em Vancouver não é nem de longe um problema. Pelo contrário, é a solução para um dia mais feliz.

Comidas de todas as nacionalidades, de muita qualidade, servidas em ambientes pra lá de charmosos e autênticos. Agora para tudo se imagine em um dos maiores e mais bonitos parques da América do Norte, admirando o parque e a baía através das enormes janelas de vidro de uma casa linda e super bem-decorada. Tem cheiro de comida boa no ar. E tem música ambiente. No cardápio, opções e combinações inusitadas dos criativos e bem-elaborados pratos do restaurante.

comer em Vancouver
Pode usar essa casa na sua imaginação…

Tá! Pode voltar do sonho agora e vem descobrir comigo que ele pode ser realizado!

Teahouse Restaurant

O Teahouse é membro da Sequoia Company, uma empresa especializada em restaurantes de experiência em Vancouver, que tem outros três espalhados na cidade.

A filosofia principal do Teahouse é trabalhar com ingredientes frescos de forma artesanal. É como se cada prato fosse preparado com cuidado de um artesão em suas minúcias e montado com a criatividade de um designer.

onde comer em Vancouver
Fachada do Teahouse

O chef é de Hong Kong e seu nome é Alan Tse. Acho bacana entender a história do chef de um restaurante porque é ele quem dá personalidade a tudo o que experimentamos, então vou contar rapidinho a história dele pra vocês.

Pequeno parênteses para conhecer o chef

Alan descobriu a paixão por cozinhar em uma viagem que fez ao Hawai em 2003. Nela, ele experimentou os camarões mais frescos que já tinha provado e ali decidiu que queria construir esse tipo de experiência para outras pessoas.

Estudou gastronomia em Vancouver e iniciou sua carreira lá mesmo. Desde 2011 ele faz parte do time do Teahouse e hoje é o chef executivo.

De acordo com o site do Teahouse, em tradução que eu mesma fiz: “Chef Alan acredita que ingredientes simples e frescos são a parte mais importante da culinária, e que a técnica e a comida devem falar por si próprias.”

Onde comer em Vancouver: Teahouse em detalhes

Localização

Não podia ser mais perfeito, pelo menos pra mim: dentro do Stanley Park. <3

comer em Vancouver

É bem fácil mesmo de encontrar, principalmente se você estiver caminhando em volta do parque, ou de bicicleta/patins/etc, contornando a English Bay. Ao se aproximar do restaurante, você já vai encontrar plaquinhas indicando.

comer em Vancouver
Plaquinhas indicativas. É só subir essas escadas e chegar.

Pra quem estará de carro, o acesso é por dentro do parque. Ah! E tem um ponto chamado Teahouse pra quem estiver usando o ônibus turístico.

Ambiente

É xyque, phyno e eleganty. E é assim mesmo. Todo mundo super bem vestido, perfumado e falando baixinho. Me lembrei muito dos restaurantes mais tradicionais ingleses.

comer em Vancouver
Olha a chiqueza! Foto: vancouverdine.com
comer em Vancouver
E esse charme de lareira… Foto: vancouverdine.com

Havia mesas de famílias, de casal, de amigos, mas a maioria era formada por pessoas mais maduras, pelo menos na hora do brunch.

Toca música ambiente instrumental, de repertório mais clássico.

Culinária

Baseadas no uso de ingredientes frescos, na criatividade e na diversidade, as opções são muito variadas e mudam dependendo da refeição, ou seja, há um menu exclusivo para o brunch, outro para o almoço e outro para o jantar.

Waflles belgas e croissants franceses misturados com omeletes de camarão e salmão defumado são servidos durante o brunch aos finais de semana.

No menu do almoço, mexilhões e porção de húmus se misturam com curry tailandês, hambúrgueres gourmet e o famoso fish and chips inglês. Além de sopas, saladas e massas.

À noite, o cardápio é um pouquinho reduzido e têm algumas opções que não tem no almoço, como algumas steaks combinados com camarão e lagosta. As sobremesas são as mesmas e são incríveis!

Bebidas são bem variadas: vinhos, sucos, chás (claro!)… Paulinho tentou ousar e pediu suco de tomate. Eu, já fui mais conservadora mesmo e pedi suco de cranberry.

comer em Vancouver
All red!

O que nós comemos e mais do que indicamos

Nós aproveitamos o Teahouse na hora do brunch, então, não consigo opinar sobre os demais cardápios, mas tenho certeza que eles vão surpreender tanto quanto o brunch nos surpreendeu.

De entrada, aceitamos o pão italiano cortesia com manteiga. Parece só pão com manteiga, certo? E é. Mas é um pão muito macio, quentinho e crocante como poucos que eu já comi. A manteiga ficava derretida bem de leve… uma delícia.

comer em Vancouver

Como prato principal, eu escolhei salmão defumado. O salmão estava levemente defumado (como eu gosto) deitado em uma cama de batatas cozidas de uma maneira diferente. Eles chamam de potatos cake (bolo de batatas). Coberto com aspargos, ovo e um molho maravilhoso. Era de comer ajoelhada. E, mesmo sendo uma porção de tamanho grande, comi tudo, tudo.

comer em Vancouver
Que saudades enormes desse salmão!!!

O Paulinho pediu carne assada picadinha ao molho de tomate, também na caminha de batatas, com ovo e esse molho amarelo maravilhoso por cima (o molho se chama hollandaise). Eu provei um pouquinho, claro, e a carne estava extremamente macia, o molho era apimentado na medida e o bolinho de batatas… Estava tão divino no prato dele quanto no meu.

comer em Vancouver
Carne assada com molho apimentado maravilhosa

Agora as sobremesas…

comer em Vancouver
Acha que tá sonhando ainda?

Parece um sonho, mas não é. É muito real.

Creme brulèe pro Paulinho e chessecake de chocolate branco pra mim. Sobremesas com doce na medida e muito suaves. Me lembro do sabor do cheesecake como se fosse ontem. A massa, levemente aerada, era macia e muito leve. Só tenho uma palavra para essas sobremesas: Inesquecíveis!!!

comer em Vancouver
No destaque, creme brulèe

Eu até podia ter comido mais, afinal, não havia limites e podia pedir qualquer coisa do cardápio. Vontade não faltou, confesso! Mas as porções foram tão generosas, e eu comi absolutamente tudo, que não tinha mais nenhum espaço livre no corpitcho.

Verão no Teahouse

Nós fomos pra Vancouver em fevereiro; frio, portanto. No verão, olhas o que eles aprontam…

comer em Vancouver
Mesinhas ao ar livre. Foto: vancouverdine.com

Isso mesmo, mesinhas pra fora com vista para a baía e o pôr do sol. Inclusive, no site do restaurante já é possível consultar os horários do pôr do sol para não deixar de conferir.

Dicas para comer no Teahouse

Chegue cedo. O restaurante é muito popular e quando chegamos ele estava lotado.

Vá com tempo. O Teahouse não é um lugar para comer, é um lugar para apreciar. Apreciar a comida, a paisagem, a decoração.

Não tenha medo de experimentar. Vou repetir, não tenha medo de experimentar. As opções do menu são muito criativas, e com certeza todas muito saborosas.

Converse com o garçom. Ele explica o prato tim-tim por tim-tim, conta a história da casa e até pode dar algumas dicas de turismo pra você.

Não faça miséria. O restaurante não é barato, mas o valor é super justo por tudo o que ele oferece.

As pessoas que fizeram a avaliação do Teahouse no Trip Advidsor não estavam mentindo. É um dos melhores lugares meeeesmo para comer em Vancouver. E acho que não preciso provar mais nada, certo?

Vá, experimente e depois volta aqui pra me contar.

Não podia deixar passar a oportunidade e colocar mais uma fotinha de Van, certo? Se inspire!!!

comer em Vancouver

Quer começar já a planejar sua viagem a Vancouver?

Pra te ajudar

  • Endereço: 7501 Stanley Park Dr, Vancouver
  • Horários: dias de semana – 11h30 – 22h / final de semana: 10h00 – 22h

Espero que sua viagem seja incrível e obrigada por ler! <3

Fomos convidados a provar o brunch do Teahouse e agradecemos demais a equipe do restaurante. Mas todas as minhas opiniões são isentas e independentes. 

Neste post, faço menção a alguns produtos e serviços de viagem. Sempre que você reservar ou comprar alguma coisa por meio do blog, eu ganho uma comissão. Mas garanto que nada ficará mais caro para você, ok?

Newsletter_1

2 COMMENTS

  1. Amei o post!!! Água na boca!! Que saudade de Vancounver e suas comidinhas maravilhosas!!! Não foi por acaso que voltei com 8 Kilos a mais de lá!!! Kkkkkk

LEAVE A REPLY