Impressões gerais de Montevidéu

Impressões gerais de Montevidéu

5
SHARE

Há tempos, Montevidéu estava na nossa “wishlist” (lista de desejos) de viagem. Desde 2011, que temos uma certa mania extraoficial de visitar um lugar da América Latina por ano. Começamos pela Colômbia. Em 2012, fomos a Buenos Aires. Em 2013, foi a vez de Cuba. Em 2014, quebramos a cadeia (estávamos em pleno mochilão) e agora em 2015, Montevidéu.

Mas uma das nossas motivações neste ano foi também pedidos de leitores sobre “lugares bacanas que a gente pode visitar e fugir da alta do dólar”. Então tá bom. Desafio aceito. Começamos por Montevidéu.

Nós já nutríamos uma simpatia grande pela cidade devido às muitas histórias de amigos que a visitaram e se encantaram. Tem sempre alguém que volta apaixonado de Montevidéu.

Assim, contrariamos o que a maioria dos relatos sobre a cidade diz, planejamos 4 dias só em Montevidéu. E acredita que achamos pouco? Bom, pouco sempre é e sempre será; mas de verdade, no último dia estávamos como dois loucos a correr pra lá e pra cá tentando não perder nada.

Se Montevidéu fosse uma pessoa ela seria uma mulher de uns 40 anos (ela tem na verdade 289), charmosa e muito simpática, que adora comer bem e tomar vinho. Ela tem a mente aberta, auto-estima e orgulho da sua história. Batalha pra crescer respeitando as diferenças entre as pessoas.

Ela também seria uma mulher eclética: gosta de tango, mas faz aulas de candombe, ora está em um espetáculo de dança no Teatro Solis, ora em um jogo de futebol no Estádio do Centenário. Ela adora esportes, tem um prazer inenarrável em correr ou andar de patins ou de bicicleta (lembra que ela é eclética?) pela Rambla e jamais, jamais sairá de casa sem a garrafa térmica cheia de água quente e o mate. Ops! Às vezes, ela até pode esquecer o batom.

Encontramos um lugar aconchegante e com pouca muvuca, que nos permitiu andar sem bater em ninguém e apreciar tudo com calma. E perceber como a cidade foi construindo sua identidade ao longo do tempo: da parte mais antiga à parte mais rica… a diferença é grande: na arquitetura, na preservação, no estilo das pessoas, a ponto de sentirmos estar em lugares diferentes.

Um céu azul radiante, árvores amarelas de outono, lendas e até um mistério encantador. Doce de leite maravilhoso, uma feira popular de quase-tudo e muita comida boa. E uma avenida de mais de 20Km, banhada pelo Rio da Prata, com calçadão pra pedestre… <3

Mas encontramos também garrafinhas de água a R$ 8,00 e gasolina a R$5,00/litro; alguns problemas de segurança (à noite e em lugares muito turísticos) e um centro histórico que merece ser ainda melhor preservado.

E pra nossa sorte, Montevidéu está pertinho (principalmente de quem está no sul e sudeste), mas ao alcance de todo mundo que queira viver dias deliciosos em todos os sentidos que essa palavra expressa.

A partir de hoje, vamos fazer uma série de muitos posts sobre Montevidéu, contando em detalhes como foi nossa viagem e dando todas as dicas pra você organizar a sua. Topa acompanhar? 😉

Aproveito para indicar um post do Blog Vambora que foi muito útil quando comecei a planejar a viagem. Obrigada pessoal do Vambora!

Lugares de Montevidéu

Coisas pra fazer em Montevidéu

Preciso dizer também que fizemos uma parceria com o Conglomerado Turístico de Montevidéu, que nos ajudou a encontrar lugares bacanas para comer e nos ajudou também com a logística (hospedagem e locomoção). Um agradecimento especial ao pessoal do Conglomerado e aos parceiros que toparam a empreitada.

E gente, tudo, tudo, tudinho o que escrevemos sobre a cidade é fruto, única e exclusivamente, da experiência que vivemos.

Veja também:

 

 

 

5 COMMENTS

  1. Olá, estou com viagem marcada a Montevideo, Punta del Este e Colonia del Sacramento para segunda semana de junho. Estou aguardando você atualizar as informações da sua viagem, pois é muito difícil achar informações para esses destinos, principalmente no Outono/ Inverno. Adorei o jeito que você detalha suas viagens. Obrigada!

    • Olá Monique! Superobrigada pela sua visita!!!
      Pode ficar despreocupada que tem bastante post sobre Montevidéu pra sair, rsrs. Essa semana mesmo, já vai ter novidade.
      Obrigada novamente pela visita e espero te ver de novo! 😉

  2. Sabe que tb estou com essa idéia de tentar visitar um país da América Latina por ano? Com tanta promoção que rola, dá pra tentar fazer um bate-volta num feriadão, quem sabe né? Meu primeiro sonho/objetivo é Peru…sei que sonhei longe, pois precisaria de pelo menos 1 semana, mas se programando direitinho, quem sabe?

    • Rody!

      A América Latina é linda! Eu também queria muito ir ao Peru, mas concordo com você, precisa de pelo menos uns 10 dias… Por isso, que acabo aproveitando os feriados e vou a Buenos Aires, Montevidéu. Pertinho, e dá pra viver momentos delícias nesses lugares. 😉

LEAVE A REPLY